18 de julho de 2008

QUESTÃO DA AMAZÔNIA TAMBÉM É IDEOLÓGICA


Com o objetivo de refletir sobre a polêmica questão da Amazônia, a Fundação Maurício Grabois promoveu na última quarta-feira (16/07), no âmbito da 60º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o debate “Amazônia: soberania e desenvolvimento sustentável”. Realizado em parceria com os sindicatos dos professores de Campinas e dos trabalhadores da Unicamp, o evento reuniu, no auditório da Faculdade de Educação da Unicamp (universidade que sedia a 60º SBPC), mais de 100 pessoas entre professores, estudantes, pesquisadores, militares e gestores públicos, muitos deles oriundos da região amazônica.

Um comentário:

Eduardo Lohnhoff disse...

As classes dominantes tentam, por diversos mecanismos, ofuscar a relação existente entre o mundo material e nossa visão dele. Esse processo chamá-se alienação, o mecanismo que leva a alienação á cabo é a ideologia. Como disse Marx, "A ideologia é uma farsa", e "As idéias dominantes de uma época são sempre as idéias das classes dominantes". A questão da Amazônia não é uma quatão nacionalista, e sim ideológica, pelo facto de a burguesia querer que pensemos o contrário.

Videos

Loading...